Porto . 2015 - 2016
Loja de Vinhos . 100m2

Pretendia-se criar uma loja de vinhos que funcionasse como um espaço de convívio e permitisse a realização de provas ou outros eventos.
A dimensão e a geometria do espaço, cerca de 100m2 e uma parede quase a 45graus com a frente de rua, e o facto deste se distribuir em duas cotas, pareciam condenar desde o início a criação de um ambiente familiar e acolhedor mas que permitisse ao mesmo tempo, uma leitura contínua do espaço, premissa base dos clientes.
Como ponto de arranque do projecto, foi estabelecida uma separação clara entre as duas cotas, sendo que a cota de entrada seria destinada à zona de exposição e de vendas, e a cota mais alta, recuada em relação à rua, seria destinada às provas de vinhos e aos espaços técnicos. O espaço existente foi limpo de qualquer divisão ou elemento, dando lugar a um espaço amplo e vazio. Os espaços técnicos foram imediatamente arrumados na zona posterior da cota superior e, na cota de entrada, foram criadas diversas prateleiras ao longo da parede diagonal e da parede que separa as duas cotas, reforçando a preponderância destas duas paredes no espaço. Na parede de separação entre as duas cotas, e como elemento de ligação entre as duas, foi criada uma mesa alta, com a mesma leitura das prateleiras, que dá apoio às provas de vinhos que decorrem a esta cota. O balcão de atendimento foi desenhado na cota de entrada como uma peça solta associada às escadas e a uma protuberância da parede.
Reduziu-se ao máximo os materiais e cores a utilizar, tirando partido do cinza escuro para paredes, tectos e pavimentos, e da madeira de Pinho para o topo das prateleiras e balcão de atendimento.

Arquitectura: Joana Leandro Vasconcelos e Luísa Paiva
Construção: José Teixeira Góis
Fotografia: Valter Lopes

Porto . 2015 - 2016
Wine House . 100m2

The idea was to create a wine house that would function as a friendly interaction space and, at the same time, allow wine tasting events or other engagements.
The size and geometry of the space, about 100m2 and a 45 degrees angled wall with the street front, and the fact that it was distributed in two floors, seemed to condemn from the beginning the creation of a cozy and familiar environment, that would also be a continuous open space, as the clients requested.
As a starting point, a clear separation between the two levels was established, placing the exhibition and sales area by the entrance, in the ground floor, and wine tasting and technical areas in the highest level, detached from the street. The existing space has been cleared of any division or element, giving way to a wide and empty space. Technical spaces were immediately arranged in the rear zone of the highest level and, at the entry level, several shelves were created along the diagonal wall and the one dividing the two uneven spaces, reinforcing the preponderance of these two walls. A high table was created, also with shelves, on the wall dividing the two levels, as a connecting element between the two. The independent front desk at the entrance level was designed in order to match the stairs and a protuberance of the wall, as a whole.
Materials and colors were reduced to the maximum, benefiting from dark gray walls, ceilings and floors, and pine wood on top of shelves and front desk.

Architecture: Joana Leandro Vasconcelos and Luísa Paiva
Construction: José Teixeira Góis
Photography: Valter Lopes