Mirandela . 2012
Habitação, Turismo Rural e Equipamento Agro-Industrial . 650m2

O conjunto B da QSMS, composto por três edifícios autónomos e um espaço coberto, insere-se num território de grande valor paisagístico e faz parte de um aglomerado construído de características rurais. A sua localização, em frente à Casa Principal, assume grande preponderância no conjunto e revela a importância que este teria no funcionamento da Quinta.  Os diversos edifícios, apesar de contíguos, são autónomos e apresentam usos independentes – Lagar, Habitação e Turismo Rural.
Apesar de se tratar de um conjunto edificado consideravelmente adulterado, cujo estado de conservação se foi deteriorando ao longo dos tempos, ainda é possível encontrar características da Casa típica transmontana num dos seus edifícios, usado em tempos como Habitação, assim como ainda existem equipamentos industriais de grande valor no edifício usado como Lagar.
Pretendia-se reabilitar e reconverter estas construções de forma a devolver ao vale central da Quinta a vivacidade que sempre deteve. Uma vez que os edifícios existentes não conseguiam albergar a totalidade do programa pretendido, foi necessário ampliar o conjunto através de um volume contíguo a Norte e reconverter o pátio existente a Nascente. Na implantação do volume novo foram tidos em consideração os edifícios existentes e o contexto paisagístico. A sua posição e orientação foram pensadas de forma a permitir uma funcional organização interior e uma zona de acesso independente. Os materiais e técnicas adoptados neste volume e nas alterações previstas foram pensados de forma a facilitar a integração com os edifícios existentes, assumindo ao mesmo tempo a sua contemporaneidade.

Arquitectura: Joana Leandro Vasconcelos, Tiago Leal e Luísa Paiva
Especialidades: Estabilidade . Tiago Ilharco; Restantes Especialidades . ASL & Associados

Mirandela . 2012
Housing, Tourism and Agro-Industrial Equipment . 650m2

Group B of QSMS consists of three autonomous buildings and a covered space and is part of a territory with great landscape value and of a built cluster with rural characteristics. Its location, in front of the Main House, has great preponderance in the cluster and reveals its important role regarding the functioning of the property. The various buildings, although contiguous, are autonomous and have independent uses – Oil mill, Housing and Rural Tourism.
Although it is a considerably adulterated building, whose state of conservation has deteriorated over time, it is still possible to find characteristics of the Typical local house in one of its buildings, previously used as housing, as well as the building used as an oil mill, where we can still find valuable industrial equipment.
The intention was to rehabilitate these constructions in order to return the once lost vitality to the property’s central valley. Since the existing buildings could not accommodate the entire program, it was necessary to expand the set by building a contiguous volume to the north and transform the existing patio to the east. Existing buildings and landscape context were taken into account while creating the new volume. Its position and orientation were designed to allow a functional internal organization and an independent access zone. Also, adopted materials and techniques for this new construction, as well as other contemplated changes, were designed to facilitate the integration with existing buildings, and at the same time, distinguish it with its contemporaneousness.

Architecture: Joana Leandro Vasconcelos, Tiago Leal and Luísa Paiva
Engineering Projects: Stability Project . Tiago Ilharco; Other Projects . ASL & Associados